domingo, 19 de julho de 2009

Hepatite C... Minha experiência com o tratamento

Desde o início do meu tratamento para combater a hepatite c que venho pensando em fazer um diário, mas a preguiça foi maior que a vontade. Quero compartilhar com vocês algumas experiências durante o tratamento. Assim que descobri ser portadora do vírus e a gravidade do problema me desesperei, pois francamente eu não imaginava ser algo tão sério assim. Passei por muitos exames, entre eles uma biópsia do fígado (traumatizante para mim) e enfim entrei com o pedido no SUS para conseguir os medicamentos (que são caríssimos). Iniciei meu tratamento em janeiro deste ano e só teminarei ele em janeiro de 2010. A primeira dose do interferon a gente nunca esquece.... Tive febre a semana inteira de 39/40 graus, calafrios horríveis e tanta dor no corpo que pensei que não iria suportar. Os primeiros meses foram exatamente assim: muita febre, muitas dores no corpo (fiquei tão debilitada por causa das dores que pensei em desistir de tudo), dores de cabeça, vômitos, diarréia, tonturas, nervosismo extremo, depressão e por fim uma coceira tão grande no corpo inteiro que quase enlouqueci. Depois dos primeiros meses os sintomas vão diminuindo, mas aparecem outros também. A depressão e o nervosismo precisam ser tratados com medicamentos, pois ficamos insuportáveis até para nós mesmos. Infelizmente esse tratamento nos “torna bipolares”, pois os medicamentos são muito fortes e tanto nosso organismo como o nosso psicológico não está preparado para isso. Eu que já era “encrenqueira” comecei a “pirar o cabeção” rsrsrsrs. Fiquei muito mais agressiva e intolerante e continuo assim sete meses depois do início do tratamento. Ainda faltam cinco meses e agora me sinto mais preparada para o que der e vier, aliás o que vier agora é lucro rsrsrss. Desde o início do tratamento eu sofri com a queda do cabelo, mas chegou um momento que se tornou insuportável, então resolvi “cortar o mal pela raiz” kkkkkkk. Há dias que sair da cama é quase que insuportável, pois a fadiga causada pela própria doença é muito grande e agravada com tantos medicamentos. Além de todos os efeitos colaterais já citados tive que lidar com a total falta de lubricação nos olhos, no nariz, na boca (... “lá” não faltou lubrificação ainda kkkkk). A alimentação se tornou algo muito importante e deixou de ser um prazer para se tornar um “cuidado”, afinal meu fígado já tão agredido pelo vírus e pela esteatose não agüenta desaforos e responde à altura rsrsrsrs. E olha que sou a teimosia em pessoa, vivo me entupindo de coisas que não posso comer e depois sofro igual uma louca rsrsrssr. O sono durante esse período difícil se torna nosso melhor amigo, pois os dias passam mais rápido e enquanto dormimos não sentimos tantos efeitos dos medicamentos. O estômago dói sem parar, pois recebe uma dose muito grande de remédios todos os dias. Nosso organismo parece uma gangorra, um dia está bem, outro dia não está nada bem e assim vamos levando esse tratamento. Consegui negativar o vírus na quarta semana de tratamento, porém é um resultado que não pode ser considerado definitivo, pois sempre há riscos de uma reincidida do vírus e com um tratamento tão sofrido isso se torna um peso em nosso psicológico. Meu tratamento durará um ano e após isso é necessário fazer exames para saber se o vírus continua “dormindo” (espero que ele durma eternamente e deixe meu fígado em paz kkkkkk). A qualidade de vida é drasticamente afetada, há uma mudança em todos os sentidos e mesmo conseguindo alcançar a tão sonhada Resposta Sustentável do Vírus é necessário que os cuidados continuem para que não haja mais agressões ao órgão. A sensação que temos durante o tratamento é o de uma “dengue” que nunca sara. Aprendemos a lidar com as dores no corpo, com as febres, com os enjôos e com todos os outros efeitos colaterais dos medicamentos. Isso não quer dizer que não os sentimos mais, somente nos acostumamos com eles. Esses medicamentos causam muitos outros efeitos graves, mas graças a Deus eu não os tive. Meus exames de sangue estão sempre perfeitos e fico pedindo a Deus para que continuem assim até janeiro do ano que vem rsrsrs. Sinto-me como se estivesse andando em uma montanha-russa cheia de subidas e descidas. Nos dias “bons” eu digo que estou subindooo, nos dias maus eu digo que estou descendo "desembestada" mesmo kkkkkkk. Não tenho ânimo para fazer muita coisa e minha cama é meu refúgio. Tudo me cansa e também me irrita. Ainda não aprendi a lidar com tanta irritação e deixo meu marido e meus filhos quase loucos sem saber o que fazer. Vivo essa montanha-russa emocional também. Apesar de ter sido agraciada com um ótimo humor passo por momentos de grandes tristezas também. Não é necessário que haja um motivo para isso acontecer, simplesmente aparece uma tristeza vinda do nada. Se houver um motivo então... Vixi... Rsrsrsrs. É quando uma gota d’água se torna uma verdadeira tempestade. Chega a ser hilário se observarmos tudo isso de longe, pois nos tornamos completamente loucos e imprevisíveis kkkkkkk. AAA e sem falar na memória... Já passei tantos apuros com minha memória que não sei onde foi parar (esqueci kkkkk) que tenho “causos” para escrever um livro rsrsrsrs. Tive o grande azar ainda de ter sofrido um trauma craniano no começo do tratamento e os medicamentos que o neurologista passou eram tão fortes que comecei a perder a coordenação motora, tive distúrbios de visão e da fala, foi um verdadeiro terror. Enfim consegui me livrar da inflamação que houve nos nervos cranianos em pouco tempo e me vi livre desses medicamentos. Meu infectologista costuma dizer que sou “muito forte”, mas francamente não concordo, acredito que se não fosse por Deus e pelo apoio que tenho do meu marido, filhos e amigos eu já teria sucumbido. Enfrento tudo isso praticamente sozinha (só tenho Deus e meus filhos todos os dias do meu lado) já que meu marido vive viajando e meus pais moram muito longe (acredito que pensem que estou tratando de uma simples gripe, pois nunca se importaram muito e nem ligam para saber como estou... deixa quieto né???). Evito pensar muito em coisas que me magoam, pois só prejudicam meu tratamento. Tenho bastante apoio de alguns familiares aqui no Orkut e também de amigos. São meus anjos que me socorrem quando estou passando por momentos ruins. É incrível como as pessoas mais próximas são as primeiras a sumir quando estamos passando por esse tipo de situação. Minha casa anteriormente cheia de “amigos” agora é um deserto total... Estou aqui escrevendo este pequeno diário e já me preparando para tomar outra dose de interferon amanhã (tomo o interferon somente uma vez por semana, mas o efeito dele dura muitos dias e só me sinto melhor no fim-de-semana. Evito fazer compromissos, pois raramente consigo cumprir. Minha “agenda” só pode ser feita para um dia, pois só Deus sabe como estarei me sentindo no próximo dia. Tentarei escrever um pouquinho semanalmente sobre o tratamento, mas nem esse compromisso posso fazer rsrsrsrs. Tenho aprendido muito com esse tratamento e a lição mais importante até hoje é que só conhecemos verdadeiramente as pessoas nesses momentos de crises. Plagiando uma amiga minha: Os verdadeiros amigos não são encontrados, são reconhecidos. Também aprendi a valorizar mais cada instante da minha vida, estou aprendendo a ser mais responsável comigo mesma (ixi, isso é difícil rsrsrsrs) e a pensar nas conseqüências futuras de tudo que faço. Quando somos jovens não temos esse tipo de consciência e depois nosso corpo padece com tantos desaforos que recebe (vingança mesmo kkkkkk). Como peguei esse vírus??? Só Deus sabe, pois meu marido também é portador do vírus há muitos anos (fico quase louca de medo de ele ficar doente antes que eu termine o tratamento) e precisará passar pelo mesmo tratamento. Ainda não tenho idéia do estado dele e das agressões que a doença já pode ter causado no fígado dele, pois ele também não sabe quando e como pegou esse vírus (ele não quer fazer os exames com receio de saber que o caso dele é grave e assim perder "as forças"). Apesar de ser uma doença que não é considerada como venérea o contágio pode ocorrer sim com o contato sexual. Também posso ter sido contaminada fazendo endoscopia, cirurgia, indo ao dentista, fazendo as unhas... Sei lá... as possibilidades são muitas... O importante é que estou em tratamento e tenho uma grande esperança de vencer esse vírus.

23 comentários:

  1. Eu achava que eu é que escrevia demais (rs)!

    Querida, seja bem-vinda à blogosfera. Que esse seu cantinho possa aliviar seu coração e também ajudar/inspirar/confortar outras pessoas que compartilham essa caminhada conosco. Já coloquei um link pra ele no meu blog ("Tem a ver com esse blog").

    Claro que a força maior vem de Deus, mas não subestime a sua! Você nos anima demais com tudo o que fala lá na comunidade... pessoas assim fazem a diferença!

    Beijinho e sucesso como blogueira!

    PS: Adoro brincar no meu blog. Se você quiser, podemos trocar dicas. Meu email é anabarcellos@gmail.com.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem-vindo ao Dr.Ise Herbal Research Center (IHRC) para você Interesse em se encarregar de sua saúde! Como eu, MARCELA CORRADI, Dr.Ise especialista em saúde Especialista respondendo questões de saúde, tratando e curando pacientes em todo o mundo ... Gostaria de compartilhar alguns dos Dr.Ise Bloggers e Site com você:

      1.https: //peraltaadelay4rerygd.wordpress.com/2017/05/04/mais-recente-tratamento-a-base-de-plantas-para-hiv-e-hpv-por-dr-ise

      2.https: //peraltaadelay4rerygd.wordpress.com/2017/05/04/mais-recente-tratamento-a-base-de-plantas-para-hiv-e-hpv-por-dr-ise

      3.http: //jkhza7t6fds6rewsui.over-blog.com/2017/05/herbal-healing-by-dr.ise.html



      4 [A imprensa mundial do site mais utilizada; https: //thenaturalhealthclinic.wordpress.com/2012/05/11/575/#comment-1234

      5.https: //alimentaycura.com/2017/04/07/hepatitis-20-remedios-caseros-utiles-para-combatir-la-hepatitis/

      Desejando-lhe uma Saúde Vibrante e paz de espírito.
      Os produtos Dr.Ise são dietéticos naturais, suplementos de ervas tradicionais e medicamentos terapêuticos à base de plantas. Sempre testado completamente para metais pesados ​​e bactérias antes do consumo, use apenas as ervas frescas de melhor qualidade para tratar.
      O Sr. MARCELA CORRADI foi curado de Herpes pelo Dr. Ise, usando a Sua Medicina Herbal Natural e pura ... Esta é uma vida real, verdadeira, tantos anos de doença de Herpes com dores e sofrimentos ... Minha solução final é Dr.Ise. .. @ ISESPIRITUALSPELLTEMPLE@GMAIL.COM.OR Seu número de Whatsapp é +2348151978888
      Meus cumprimentos ao Dr.Ise

      Ele cura muitas doenças, independentemente da doença, Dr.Ise vai curar você, Ele é muito poderoso

      Dr.Ise Slogan: Sua saúde é sua prioridade número um. Ele leva pacientes com saúde muito séria, faça todo o possível para curar e salvar pacientes.

      Meu email é ;
      Marcelacorradi25@gmail.com [Marcela corradi Jose] para verificação e confirmação ou direção

      Excluir
  2. Obrigada Flor.
    Estou sempre visitando teu blog e adoro ler tudo que vc posta.
    Admiro tua inteligência e creio que vc já é uma vencedora. Estou aqui na torcida por vc.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. amiga se Deus quiser você saira dessa vitoriosa,obrigada por compartilhar sua experiência,também tenho o hcv,ainda não comecei o tratamento {criança pequena e medo de perder o emprego estão adiando procurar tratamento} beijos e obrigada

    ResponderExcluir
  4. 1011...
    Obrigada querida.
    Olha vou te dar um conselho baseada no que meu infectologista diz e tmbm na minha própria experiência: Não tarde em buscar o tratamento, pois quanto menor a agressão causada pelo vírus ao fígado melhor a resposta ao tratamento.
    Pelo protocolo eu só poderia tratar se fosse F3, mas como meu estado clínico ajudou (eu tinha muitos sintomas relacionados à doença) meu tratamento foi liberado sem ser necessário entrar com uma ação judicial.
    Sei que é difícil fazer um tratamento desses com criança pequena em casa, mas é algo que tenho certeza que vc vai conseguir administrar.
    Os efeitos colaterais variam muito de pessoa para pessoa e alguns conseguem administrar o tratamento sem ter necessidade de parar de trabalhar.
    Nesses casos é aconselhável tomar o interferon na sexta-feira, assim vc terá todo o final de semana para se recuperar.
    Não tema perder teu emprego, saiba que há leis que te protegem, mas se achar melhor simplesmente não conte ser portadora do vírus.
    Uma das maiores dificuldades é lidar com o preconceito e a ignorância da falta de informação sobre o vírus.
    Preferi dar minha cara a tapa e não escondi de ninguém ser portadora do vírus (hóspede indesejável que já recebeu mandato de despejo rsrsrs).
    Não sou contra o anonimato e respeito quando alguém prefere omitir o fato de ter uma doença crônica.
    Sempre fui briguenta, comprei essa briga e farei tudo que estiver ao meu alcance para levar informações às pessoas e brigar para que campanhas de conscientização sejam feitas.
    Claro que um tratamento tão oneroso não é interesse do governo que venha a ser tão divulgado, mas tenho certeza que com união e muito trabalho chegaremos lá....
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Dri,
    somos privilegiadas por poder ter feito ou fazer esse tratamento.Esse exames (HCV) deveria ser incorporado á rotina dos exames ,pois é tão importante e tantas pessoas possuem o vírus sem saber que isso acontece.
    Quanto mais cedo se descobrir, melhor...para que as providências sejam tomadas!
    abraços!

    ResponderExcluir
  6. É verdade amiga, a falta de divulgação e campanhas acabam custando mais caro que o diagnóstico precoce... vamos continuar com nosso trabalho de formiguinhas; tenho fé de que um dia venceremos e esse tipo de exame será finalmente "rotineiro", evitando que muitos tranplantes sejam feitos e até pior... muitas vidas sejam ceifadas.

    ResponderExcluir
  7. Muito obrigada pelas informações, que por incrível que pareça, por mais que os médicos nos informam são sempre "vagas".
    Estou no tratamento tem cinco semanas, está difícil também, mas graças à Deus ainda não me afastei do trabalho, dentro do possível levo uma vida normal, ou quase normal. Estou com sorte, mas sinto como vc disse que algumas coisas estão começando a aparecer agora.Temos que esperar o dia seguinte e acreditar em Deus. Não é assim?
    Mas...sabíamos que a batalha não seria fácil, afinal estamos lutando contra um ínimigo forte, precisamos ser mais forte que ele para vencermos essa batalha. Fique com Deus e acredite que nessa vida tudo o que acontece nos faz melhores no final.

    ResponderExcluir
  8. muito obrigada Adriana, você tirou algumas duvidas minha, eu vou começar o tratamentosó não sei que dia eu começo
    estou com duvida, vou pegar o remedio sexta feira,agora não sei se começo na sexta mesmo ou no sabado,ai meu deus o medo tomou conta da minha mente.me ajuda por favor.meu imail é neiamanerich2009@hotmail.com por favor me ajuda
    muito obrigado por tudo fica com deus

    ResponderExcluir
  9. Ola, Adriana, sou tamebm portador do HCV, descobre em fevereiro de 2009, comecei imediatemente o tratamento, passei por todos efeitos colateriais que vc passa, só que eu tive uma coceira terrivel, empipocou o corpo todo, tive que parar o tratamento. Passaram ja 5 meses de desintoxicação, voltou tudo ao normal, cabelo, irritaçoes, dores... porém estou me preparando para começar novamente só que agora vou mudar a marca do fabricante para ver se tenho menos efeitos colateriais. Gostaria de saber estamos em abril de 2010, vc acabou o tratamento?

    ResponderExcluir
  10. OLÁ, ADRIANA, SOU TAMBÉM PORTADORA DO HCV, DESCOBRI EM MARÇO DE 2010,AINDA NÂO ESTOU FAZENDO O TRATAMENTO,SÓ EXAMES. VEJO SEMPRE O SEU CANTINHO E FICO INFORMADA DA SITUAÇÂO, EM QUE VOU ENFRENTAR,GOSTARIA DE SEMPRE INFORMADA OBRIGADA, SOU DE RIO BRANCO-AC MEU E-MAIL NILDESANTOSSILVA@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Então...li ese relato acima e senti tudo o q ela disse. Meu tratamento foi de 48 semanas, tomando injeções 1 vez por semana de interferon e 4 comprimidos de ribavirina por dia. Cairam meus cabelos, cortei curto, tive mto enjoo, naum conseguia cozinhar e sofri mto o tratamento inteiro, esse choro compulsivo q vem do nada irrita os nossos familiares, no meu caso, minha filha de 22 anos e o namorado. Graças a DEUS deu negativo, tenho q repetir em setembro/2010, pois acabei em Março/2010, entrei neste site, pois continuo depressiva demais, e comigo aconteceu o mesmo, parentes e colegas (naum considero amigo quem aje assim) sumiram e minha casa agora eh um deserto como vc. Queria saber quanto tempo demora pra desentoxicar, pois to sofrendo e naum sei se eh ainda do tratamento. Tô me tratando com psicologa e psiquiatra e acho mto importante quem vai fazer ou já está fazendo, passar por esses médicos tbem pois eh barra enfrentar sem ter acompanhamento de psicologa e psiquiatra. Bom eh isso, fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou Catherine Roland Benjamin de Sydney na Austrália. Na verdade, agradeço ao Dr. Ebos que Deus curou-me do HIV que devastou minha vida por um período de 3 anos depois de ter sido testado positivo para o vírus temido no hospital. Eu vi um depoimento na internet sobre como o Dr. Ebos curou alguém de Windsor Colorado EUA, entrei em contato com ele sem hesitação através do número de telefone celular e e-mail
      , + 2347085996390 e dreboshivcurehome@gmail.com.
      Ele me enviou um produto à base de plantas e me forneceu prescrições sobre como usá-los, após as duas primeiras semanas de uso, ele me avisou para obter outro teste de HIV para verificar meu status. Fui ao hospital e o resultado mostra negativo. Fui a outro hospital, o resultado ainda era negativo. Como um verdadeiro filho de Deus, assumi a responsabilidade de compartilhar isso para que alguém com essa doença também pudesse ser curado. Você também pode enviar um texto para o Dr. Ebos no WHATSAPP através do mesmo telefone celular +2347085996390 ou enviar-lhe um e-mail
      Dreboshivcurehome@gmail.com
      Ele também pode
      CURE O SEGUINTE: EJACULAÇÃO PREMATURA, HERPES, DIABETES, CANCER, HERPES GENITAL, VAGINOSE BACTERIANA, HEMORRÓIDES, HEPATITIS A E OBESIDADE
      Você pode me adicionar no Facebook Catherine Roland Benjamin
      Ou envie-me um e-mail para rolandben432@gmail.com para qualquer pergunta

      Excluir
  12. Boa Noite! Eu sou a Bella, sou esposa de um portador da EPATITE C,ele estar com nove meses de tratamento. Como companheira deste triste tratamento sou testemunha de tudo isso q vcs relatam.Eu precisei mudar minha maneira de ser 98%,pois eu era mto autoritaria etc...hj sou mto carinhosa,aprendi a ouvi-lo,mesmo q eu não concorde,mas para nao deixa-lo pertubado, prefiro concorda. Tem dias que eu chego do trabalho e o encontro chorando,vou fazer massagem e chorar junto, e conveso que quase ja mandei ele PARAR,mas sei q nao tenho esse direito, tenho q ser forte para ele ir ate o final se DEUS ASSIM PERMITI, ele é mto persistente, diz que no vocabulario dele nao existe a palavra DESISTIR. Referindo-se a mim, fiz o exame o mes passado,pois nós nunca usamos preservativos, entao corria o risco q eu estivesse contaminada. Estou relatando isso para que as colegas(os)que tem o VIRUS C,se não mandaram ainda, para providenciar, é mto importante. Quero comunicar-me com tdos p que nos possamos nos fortalecer, apessar de eu não ser a portadora , mas sinto-me como se estivesse dentro do grupo de ajuda. Meu email é bellarn3@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. Ah esqueci de dizer o resultado do meu exame; NEGATIVO.

    ResponderExcluir
  14. Olá. Quero dar um depoimento que espero, servirá de incentivo para quem ainda está em dúvida sobre fazer ou não o tratamento. Pois bem, já estou no quinto mês do mesmo e os exames já demonstraram que tudo voltou ao normal. O que importa neste momento é que existe os dois lados do tratamento da hepatite c. No meu caso, senti alguma reação ( febre, calafrios, dores musculares e tudo o mais ) apenas na primeira aplicação do interferon. O mal-estar não durou mais de duas ou três horas. Já na segunda aplicação nada senti. Quanto à coceira, ela acontece porque o tratamento resseca a pele. Mas se houver uma boa hidratação, este sintoma torna-se quase imperceptível. Existe uma loção própria que o médico indica. O importante mesmo é manter uma boa alimentação e continuar com as atividades normais, principalmente as que nos dão prazer e alegria. Passa rápido, saber que o que está sendo feito é o certo e o necessário aumenta a auto estima e deixa a pessoa feliz. Respeito muito as opiniões das pessoas, mas "o bicho não é tão feio assim." Um abraço para todos.

    ResponderExcluir
  15. BOA TARDE ADRIANA,MEU MARIDO APOS UM ANO E MEIO DEPOIS DE SABER QUE ERA PORTADOR DO HCV INICIOU ONTEM O TRATAMENTO,ESTOU ASSUSTADA COM OS PRIMEIROS SINTOMAS,FOI MUITO BOM LER SEU RELATO,SEI QUE MUITO ESTAR POR VIR E ELE PARTICULARMENTE NÃO QUER SABER NADA SOBRE OS EFEITOS,MUITO OBRIGADO FIQUE COM DEUS,MARY

    ResponderExcluir
  16. Olá querida, estou aguardando o genótipo da hepatite c2 pra começar o tratamento.
    A minha médica disse que irá me curar de duas doenças:
    hepatite c e "fobia" de injeção.
    Se foi traumática a biópsia pra você, imagina prá mim...rsrsrsr
    Pra completar minha mãe que tem 80 anos e parkinson mora comigo.Somos nós duas e Deus que nos enviou uma porção de amigos (anjos)que nos acompanham em nossa jornada.
    Vou parando por hoje e até mais.
    Abração!

    ResponderExcluir
  17. ola ando muito triste sem muita motivaçao pois comecei meu tratmnento agora em fevereiron e nao esta sendo nada facil ando sentindo muits sintomas febres dores no corpo cnsaso faltaa de apetites muita tristeza nem sem explicar tatas mudanças estou a ponto de enlouquecer desculpe mas hje nao estou n0s, meus melhores dias preciso ir para meu refigio meu cantnho mnha cama meu silenio sim q tivrt meelhor entroem contado novamente bjs fique com deus

    ResponderExcluir
  18. oi adriana, talvez nao lembre de mim, eu nao tenho mais o orkut,e acabei perdendo contato contigo, sou a eliane mae da thais,somos as duas portadoras da hepatite c, lembra?graças a deus o médico depois de 5 anos de diagnostico agóra vai liberar nós para o tratamento, nóssa sei que agóra vem a fase atvez a mais dificil, mais graças a deus temos teus exemplos de coragem para seguir e com fé vamos passar por esta bem, bjao amiga, fica com deus...

    ResponderExcluir
  19. Adriana, me solidarizo com você por tudo o que vc tem passado com essa doença. Minha irmã mais velha também tem hepatite C e está em tratamento a alguns meses. Ela tem sofrido muito com dores, cansaço, fraqueza, dores de cabeça. Há dias em que ela quase não tem forças para sair da cama de tão fraca. Mas, ela também não perde a esperança e vai levando muito a sério o tratamento. Espero de coração que ambas continuem lutando contra tudo isso e tenham uma vida saudável e feliz após o tratamento. Deus a ilumine e fique bem sim?

    Cida Mota

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e ai vc ficou curada?pois vou começar o meu tratamento.

      Excluir
  20. Olá, sou Elizabeth Novaes fui contaminada com o vírus quando tinha 19 anos em uma transfusão de sangue. O médico ao fazer minha cesariana esqueceu dentro de mim uma gazes e por fim em 9 dias estava em coma, fui salva por uma longa cirurgia que causou a transfusão. Por fim hoje me encontro com 47 anos e resolvi me tratar, afina minha pele do rosto ficou horrível de tanta espinha e bolas de pus. Quando por fim procurei um dermatologista e a ele contei que era portadora do vírus HCV e ele me encaminhou para tratamento e lá fui eu, achava que não precisava de tratamento, afinal nunca tive vícios.
    Mas descobri que essa doença é silenciosa, e quanto mais cedo darmos inicio ao tratamento melhor! Então já fiquei assustada quando assinei um documento como as causas e efeitos, juro fiquei assustada. A primeira dose foi bombástica, dias de cama e a febre alta o tempo todo e só podemos tomar novalgina e nada mais devido ao fígado, bom assim se passaram 4 meses e zerei, e fiquei feliz mas o tratamento continua, agora faltam 6 doses, fiquei sem cabelo e tomei a iniciativa de raspar, emagreci por enquanto 27 kg fiquei esbelta mas péssima as dores são insuportáveis, irritada com tudo, tem dias que dá vontade de morder a mim mesma rsrsrsrsrs. Comecei a tomar diazepan e pela força que tenho da minha companheira e do meu filho mais velho vou superando. Já pensei em suicídio, em sumir em desistir mas achei que seria uma covarde e não sou, o sofrimento não á fácil e depende de cada organismo, agora dizer que sua vida fica normal pra mim foi a maior mentira que me contaram até hoje, Dia 24 de novembro de 2015 agora termino com as doses de interferon e ribavirina, e no final parece a pior fase onde o acúmulo dos medicamentos estão gritando no organismo, as dores na cabeça estão piores nos nervos, meu pior problema é a alimentação isso eu não consigo fazer, comer comida nem pensar, somente vitaminas, açaí e frutas, Um abraço a todos e espero em breve retornar e falar que já voltei a pedalar e que fiquei forte de novo.

    ResponderExcluir

Obaaa. Quer deixar um comentário?? Sinta-se à vontade.